Publicações

Por que é importante segregar os resíduos gerados a partir das ações de prevenção ao Covid 19, tais como: luvas, máscaras, papéis e panos utilizados para limpeza?

Luciana Lanna

Em razão da falta de conhecimento do comportamento do novo Coronavírus nas superfícies e da sua propagação no meio, devemos manter a segregação dos resíduos na fonte geradora para que não haja a contaminação exponencial de ambientes e de pessoas. 


No caso dos ambientes sem suspeita de contaminação
Os resíduos gerados a partir das ações de prevenção ao COVID-19 deverão ser descartados juntamente com o lixo comum ou reciclável. 
É importante destacar que máscaras, luvas, lenços, papéis e panos não devem ser colocados com os materiais recicláveis para evitar contaminação de catadores. Estes itens, além de não serem recicláveis, podem colocar em risco a saúde dos profissionais de limpeza urbana, especialmente neste período da pandemia da Covid-19.

No caso dos ambientes com suspeita de contaminação,
Deve-se seguir as recomendações da ANVISA, a qual sugere, sempre que possível, que se separe esses materiais (máscaras, luvas, etc) em sacos duplos, os quais deverão ser preenchidos em até 2/3 de sua capacidade. 
Esses resíduos serão coletados pela coleta comum, em caminhões compactadores, para evitar que os sacos estourem e esse material, se por ventura contaminado, contamine o resto do lixo coletado, e que se segure esse resíduo em algum local dentro da empresa colocando para coleta a cada 72 horas, se for possível pois esse material é de natureza inerte, ou seja, pode ficar reservado por um tempo sem risco de perecimento, como o material orgânico, e depois poderá ser destinado para a coleta comum ou seletiva.

Caracterização dos resíduos e necessidade de cumprir as normativas da ANVISA

Os resíduos gerados a partir das ações de prevenção de contaminação dos ambientes comuns das empresas não são considerados resíduos de saúde, conforme conceitua a Resolução ANVISA RDC 306: 
Para efeito deste Regulamento Técnico, definem-se como geradores de RSS todos os serviços relacionados com o atendimento à saúde humana ou animal, inclusive os serviços de assistência domiciliar e de trabalhos de campo; laboratórios analíticos de produtos para saúde; necrotérios, funerárias e serviços onde se realizem atividades de embalsamamento (tanatopraxia e somatoconservação); serviços de medicina legal; drogarias e farmácias inclusive as de manipulação; estabelecimentos de ensino e pesquisa na área de saúde; centros de controle de zoonoses; distribuidores de produtos farmacêuticos, importadores, distribuidores e produtores de materiais e controles para diagnóstico in vitro; unidades móveis de atendimento à saúde; serviços de acupuntura; serviços de tatuagem, dentre outros similares. 
Dessa forma, em se tratando de ambiente sem suspeita de contaminação, os resíduos de limpeza e prevenção de contaminação gerados pela empresa deverão ser encaminhados para a coleta regular, junto com o lixo comum.  


Notícias relacionadas